Quem somos

Instituto Arlindo Ruggeri

OSNH22_0277
OSNH22_0219
OSNH22_0299
OSNH22_0117

Missão

Apoiar, incentivar, assistir, desenvolver e promover a cultura, a educação e a assistência social, com ênfase na música de concerto, instrumental e vocal, e na educação musical. Bem como promover pesquisa, produção, documentação, publicação, execução, gravação e divulgação dos repertórios nacionais e internacionais, sinfônico, de concerto e de câmara.

Visão

Apoiar, incentivar, assistir, desenvolver e promover a cultura, a educação e a assistência social, com ênfase na música de concerto, instrumental e vocal, e na educação musical. Bem como promover pesquisa, produção, documentação, publicação, execução, gravação e divulgação dos repertórios nacionais e internacionais, sinfônico, de concerto e de câmara.

Valores

Ética
Respeito
Dedicação
Confiabilidade
Transparência
Inovação

História

O Instituto Arlindo Ruggeri tem por objetivos apoiar, incentivar, assistir, desenvolver e promover a cultura, a educação e a assistência social, sendo  a entidade responsável pela gestão da Orquestra de Sopros de Novo Hamburgo-OSNH e pelo Nucleo de Ortquestras Jovens de Novo Hamburgo.

A orquestra, ao longo dos seus 65 anos de existência, vem desempenhando um importante papel no que diz respeito à difusão cultural e à educação musical no município de Novo Hamburgo. Desde seus primórdios, em 1952, ainda como Banda Municipal, a orquestra vem trabalhando sistemática e permanentemente na preservação e divulgação da cultura musical, apresentada nas suas mais diversas formas, épocas e estilos, na cidade de Novo Hamburgo e região.

            A partir de 1997, com reformulações na legislação federal  relativas a gastos públicos, os músicos, até então funcionários públicos municipais, foram exonerados de seus cargos e, por sugestão da administração municipal do então Prefeito José Airton dos Santos, criou-se a Associação dos Profissionais das Artes e Técnicos Afins-APRATA. Essa associação passou a receber os repasses financeiros e assim pôde dar continuidade ao trabalho da banda, que passou a ser denominada Orquestra Municipal Arlindo Ruggeri. A associação também ficou responsável pela gestão dos, atualmente extintos, “Grupo Folclórico de Novo Hamburgo” e “Coro Municipal”.

            Buscando resgatar a memória de Arlindo Ruggeri, primeiro maestro da antiga Banda Municipal, a partir de novembro de 2106 a associação passou a denominar-se Instituto Arlindo Ruggeri. Em 2017 o Instituto completou 20 anos de atividades dedicadas à promoção da cultura e difusão da música instrumental e de concerto.